images (4)

É tarde demais?

Não, não é tarde demais…

images (4)
Corre, levanta dessa cama, toma o café, despede com um breve aceno, não
converse com seus colegas, vamos mais rápido, seja produtivo, almoce
brevemente, volte a ser produtivo, corre pra casa, limpe a casa, corre pra
cama…amanhã tem mais…
Temos a constante sensação que sempre estamos atrasados, que sempre é
tarde demais, seguimos o fluxo que a sociedade nos impõe, exercemos
profissões que não nos fazem feliz, que apenas nos remuneram
financeiramente, entramos nesse fluxo e o seguimos sem ao menos questionar,
eu estou no caminho que quero pra mim?
O uso indiscriminado do termo Carpe Diem, nos traz a necessidade de curtir tudo
agora nesse momento, nos dando a necessidade imediata das realizações, o
gozo imediato da sensação de prazer. Cada vez mais os prazeres são
passageiros, as coisas e pessoas são obsoletas. O perigoso carpe diem, que
gera seres humanos que buscam apenas curtirem o momento a todo custo
esquecendo que há vida no amanhã. A brevidade com que lidamos com a vida
faz com que não tenhamos mais propósitos, e uma vida sem propósito é uma
vida fria, uma vida fútil. Não seria coincidência a doença do século ser a
depressão, cada dia mais vemos pessoas acometidas por essa patologia.
O Psicólogo Viktor Frankl em sua obra intitulada: EM BUSCA DE SENTIDO,
retrata que as pessoas que tinham um propósito, que tinham um sonho,
mostravam mais resistência para sobreviver a enfermidades, aos abusos e maus
tratos no campo de concentração. Elas conseguiam sobreviver pois tinham um
propósito ao qual elas se agarravam, aquele propósito era o suporte a
sobrevivência delas. Recentemente saiu um estudo que constatou que avós que
ajudam na criação dos netos vivem mais, que mais uma vez mostra que a vida
precisa ter um sentido. Einsten disse que a vida é igual andar de bicicleta, para
se manter o equilíbrio é preciso estar em movimento. O que isso quer dizer, que
não dá para esperar para curtir o momento, se você não arregaçar as mangas e
começar a criar condições. Precisamos entender que os erros fazem parte da
vida, e como lidamos com eles está ligado diretamente ao nosso sucesso. Não
dá para viver a vida sempre atrasado, precisamos pensar o que nos faz feliz, o
que nos realiza. O que é bom pra mim, não é necessariamente bom pra você.
Com essa correria sem fim, perdemos os momentos de olharmos pra dentro, de
expormos nossa essência, o ócio na vida é necessário, não é perder tempo
“parar para pensar”, nunca é tarde para seguir o seu propósito.
Queremos fruir das vitórias, porém, queremos pular o processo para chegar até
lá. O processo de toda conquista é composto de muita disciplina, persistência e
perseverança, ninguém chega ao topo curtindo o agora, esquecendo de semeao hoje.
Comece agora mesmo, dá tempo!

O que ninguém conta sobre o Carpe Diem, é que Horácio conclui o poema assim:
Podemos sempre ser melhores. Basta pensarmos melhor. A essência que
Horácio trouxe para o Carpe Diem é, curta o momento da melhor maneira
possível, sendo o melhor que você pode ser.
O tempo passa rápido demais quando não damos valor a ele, não permita uma
vida sem sentido, aproveite mais sua família, seus colegas de trabalho, olhe mais
para a natureza, SIM, você tem tempo…
Tenha um propósito e Carpe Diem!
Uma ótima SEMANA !!!
Beijos da Coach!

Veja mais sobre Bruna Fernandes.

Coach Bruna Fernandes


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *